18996558175

NO AR

MUSICA E NOTICIAS

www.cidadenovafm.com

Presidente Bernardes

Cachorros e gatos eles vivem pelas ruas de Bernardes, será que foram abandonados pelos seus donos

Publicada em 22/07/18 as 17:34h por cidade nova


Compartilhe
   

Link da Notícia:


Eles são visto todos os dias na mesma região no centro da cidade - Foto Mussa Almeida


Ao andar pelas vias do centro de Presidente Bernardes, é possível ver vários cachorros e gatos abandonados. A reportagem da CIDADE NOVA E PORTAL, percorreu o centro da cidade e fotografou vários pelas ruas.

São considerados os melhores amigo do homem,  mais também  são responsáveis pela transmissão de varias enfermidades, desde alergia e outras mais graves, como leishmaniose (doença crônica, de manifestação cutânea ou visceral, causada por protozoários flagelados, e por isso é preciso prevenir o risco de doenças transmissíveis.




Eles são visto quase sempre nas vias principais da cidade- Foto Mussa Almeida



Abandono, seria essa a palavra certa para tantos cães e gatos existente nas vias da cidade, o maus tratos que esses animais sofrem, bem como a importância de sua preservação para o bem da natureza.



Eles são visto todos os dia no centro da cidade - Foto Mussa Almeida




CONVIVÊNCIA



Muitas pessoas aproveitam a companhia de um animal de estimação e não pensariam nem por um segundo na possibilidade de se desfazer do seu cachorro ou gato, que, frequentemente, é considerado como parte da família. Entretanto, a convivência entre pessoas e animais nem sempre é um sucesso e em alguns casos a relação fracassa: durante 2010, só na Espanha, foram recolhidos aproximadamente 109 mil cachorros e 36 mil gatos. E se para um proprietário pode ser difícil abandonar um pet, para o animal, o abandono é o começo de um caminho muito difícil que tem um final feliz na forma de adoção só para 45% dos cachorros e 38% dos gatos.




A noite eles seguem a procura de alimentos no centro - foto Mussa Almeida


MOTIVO



Segundo o último estudo realizado, os principais motivos de abandono de cachorros e gatos foram: ninhadas inesperadas (14%), mudança de casa (13,7%), fatores econômicos (13,2%), perda de interesse pelo animal (11,2%) e comportamento problemático do animal de estimação (11%). Entre os motivos menos frequentes temos: fim da temporada de caça (10,2%), alergia de algum membro da família (7,7%), nascimento de um filho (6,4%), internamento ou morte do proprietário (3,5%), férias (2,6%) ou o medo de pegar toxoplasmose durante a gravidez (2,4%).




INCOMPATIBILIDADE




Esses motivos tendem a mudar com o tempo e são diferentes dos estudos anteriores. Os dados indicam um aumento nos fatores econômicos e uma diminuição dos motivos relacionados com a perda de interesse, o fim da temporada de caça e o medo de toxoplasmose. Entretanto, o abandono continua apontando para uma incompatibilidade entre alguns proprietários e alguns pets, para um desconhecimento sobre as implicações práticas de viver com um animal e, em alguns casos, para expectativas equivocadas sobre o comportamento normal de um cachorro ou gato.



Somente na região da fepasa, a reportagem contou 7 gatos - Foto Mussa

 


SENSIBILIZAÇÃO




Mesmo estando muito longe de erradicar o problema, as campanhas de sensibilização da população contra o abandono  é muio importante.É  preciso que as pessoas  ao pensar em ter  escolha um pet que se “encaixe” melhor ao seu estilo de vida e, antes de adotar, consultam profissionais do setor para ter expectativas realistas sobre a dedicação que o animal de estimação precisará em termos de tempo e dinheiro.




Somente na região da fepasa, a reportagem contou 7 gatos - Foto Mussa

 
CONSELHOS




De fato, se você estiver avaliando a possibilidade de adotar um pet e quiser definir as bases de um relacionamento duradouro e feliz, para evitar o abandono de animais, peça ajuda de um profissional.
 
A decisão de ter um animal deve ser tomada em família, dividindo as diferentes tarefas e responsabilidades entre todos os membros dela.

É preciso informar-se e decidir que tipo de animal melhor adapta-se as suas necessidades, gostos, estilo de vida e tamanho do lar: cachorro, gato ou outro tipo de pet; macho ou fêmea; filhote ou adulto; no caso de cachorros, pequeno, médio ou grande porte.

Ensinar ao animal, principalmente no caso dos cachorros, os comandos básicos de adestramento. Dessa maneira, a convivência será mais fácil e você aproveitará mais a companhia do seu pet.

Informar-se com o veterinário sobre a esterilização para exercer não só o papel de dono responsável, mas também uma "paternidade responsável" e evitar as ninhadas não desejadas.



Moradora encontra cachorro morto no centro da cidade - Foto Danieli Ferrari

"Que triste!!!! Esse cachorro amanheceu morto na rodoviária. Estou indignada!!! As pessoas têm que parar de pegar animais pra deixar jogado nas ruas e sem cuidados. Isso tem que parar!!! É um crime muito grande!!! Um verdadeiro absurdo". lamenta ela.




Animal abandonado em bairro - Foto Biroca Pucci


"Este cachorrinho lindo está abandonado na Rua Oscar Hermay enfrente da casa da Marizete Breschi no Bairro da Vila Nova . A Marizete já deu comprimidos para acabar com vermes e carrapatos e banho nele, por favor vamos compartilhar para achar um lar para ele. Que Deus Pai derrame muitas bênçãos sobre vocês". Conta Biroca Pucci




Cachorro de moradora amanhece morto bairro vila nova - Foto Enviado






Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







LIGUE E PARTICIPE

18-996558175

Visitas: 1290201
Usuários Online: 39
Copyright (c) 2018 - Cidade Nova FM - Desenvolvido por Mussa Almeida 996558175